Relatório de Gestão Integrado é divulgado pela Unipampa

Por Tamíris Centeno Pereira da Rosa

Pró-reitoria de Planejamento e Infraestrutura da Universidade Federal do Pampa (Unipampa) divulgou no último mês o Relatório de Gestão Integrado – exercício 2020. O documento é uma prestação de contas anual apresentado aos órgãos de controle interno e externo e à sociedade.

De acordo com o relatório foram investidos R$ 12.337.644,95. Com pessoal e encargos sociais a cifras foram de R$ 279.987.026,52 e em outras despesas correntes o valor é de R$ 62.878.255,63. O total em recursos financeiros chega a R$ 355.202.927,10. Ainda segundo o documento, até o final de 2020 a Unipampa contava com 866 docentes efetivos, 892 técnico-administrativos, 57 professores substitutos e 311 funcionários terceirizados.

Na graduação, o texto aponta que foram ofertadas 3.125, tendo 2.642 ingressantes, 402 diplomados. Na pesquisa e pós-graduação foram aplicados R$ 6.720.571,94 e ofertadas 300 bolsas de iniciação cientifica e tecnológica, lançadas 17 patentes e registros. A Unipampa teve 37 egressos Lato Sensu, 75 novos mestres e 9 novos doutores.

O documento mostra que na extensão foram 642 atividades registradas, R$ 800.000,00 de recursos aplicados, tendo atingido 13.048 pessoas e com 135 propostas contempladas. Na assistência estudantil foram atendidos 3.181 alunos com R$ 8.365.055,02 de recursos aplicados.

Para o reitor da Unipampa, Roberlaine Ribeiro Jorge, tempos difíceis geram grandes desafios, o que motivo a seguir em frente. “Foi isso que fizemos. O momento pandêmico interrompeu o trabalho presencial dos servidores, técnicos e docentes, com raras exceções, para aqueles serviços essenciais que não poderiam ser suspensos de forma alguma. Assim aprendemos a fazer nossas atividades rotineiras de nossos próprios lares, do ambiente doméstico que passou a ser também nosso espaço profissional. Pouco a pouco estabelecemos as atividades rotineiras a que estávamos acostumados e aprendemos a lidar com o novo normal, atendendo as demandas de forma semelhante a que se estivéssemos presentes, uns com os outros, interagindo através de reuniões virtuais”, contou Jorge sobre o ano de 2020.

O reitor ainda explica que desde o início aplicou as boas práticas de gestão na UNIPAMPA, começando pela alteração significativa da estrutura organizacional. “Ao longo dos anos em que a Instituição foi se consolidando, foram sendo criadas unidades administrativas sem o respectivo cargo de direção ou função gratificada a que teria direito a chefia. Suprimimos, unificamos e reestruturamos coordenadorias, divisões e núcleos vinculados à Reitoria, com equanimidade na outorga de CD/FG, o que tornou a organização mais enxuta e contribuiu com a melhoria na tomada de decisões”.

O professor ainda finaliza: “vamos seguir esta reestruturação nos dez campi, a partir das novas gestões eleitas. Além disso, radiografamos os fluxos internos e começamos um árduo esforço por normatizá-los, de modo que todos envolvidos tenham maior clareza do funcionamento. As boas práticas de governança implicaram maior envolvimento entre os setores, de modo a evitarmos erros e procurarmos sempre a melhor decisão”.

Publicações relacionadas – Relatório de Gestão Integrada – exercício 2020

Unipampa e Banco Santander: Bolsas de Graduação 2021

A Unipampa assinou o Acordo de Cooperação com o Banco Santander. Esta parceria tem como objetivo fundamental contribuir com apoio financeiro os estudantes de cursos técnicos, graduação ou pós-graduação, nas modalidades presencial ou Ensino à Distância (EAD), e estudantes que já possuem auxílio financeiro na IES ou em outros órgãos de fomento (ex. FIES, CAPES, PROUNI etc.) das IES conveniadas, para que tenham a oportunidade de dar continuidade aos estudos, incrementando a qualidade da formação acadêmica.

Vigência do acordo: até 31/12/2021.

As informações sobre o edital podem ser obtidas através do link: https://sites.unipampa.edu.br/daeinter/editais/

PROPLAN apresenta trabalho do EPROC à Diretoria dos Campi

No dia 14 de abril, o Núcleo Escritório de Processos da PROPLAN, juntamente com a chefe da Divisão de Planejamento Estratégico, Simone Assumpção e o Coordenador de Planejamento, Diego Veneroso, estiveram reunidos com os Diretores dos Campi da Unipampa para apresentar o trabalho realizado pelo EPROC. Foram apresentados os conceitos básicos relacionados à Gestão de Processos, a Metodologia utilizada e o Repositório de Processos Institucionais da Unipampa. Também nesta reunião, foi abordado o trabalho desenvolvido com os Relatórios Interativos, apresentando relatórios elaborados para os Campi, que agora passarão por um período de validação para, posteriormente, serem publicados, conferindo transparência a mais esse grupo de dados da Universidade.

A Reunião evoluiu em clima de cooperação, alinhando-se expectativas e ações para a continuidade do trabalho do EPROC, buscando sempre agir de acordo com as necessidades da instituição.

Informação de Daniele Duarte da Cunha.

Integridade Somos Todos Nós – Conflito de Interesses

A Unipampa, em uníssono com os órgãos da administração pública federal, faz reverberar a campanha da Controladoria-Geral da União (CGU) INTEGRIDADE SOMOS TODOS NÓS pelo quarto mês.
Neste mês de abril, a campanha da CGU tem como eixo temático: Conflito de Interesses.
A integridade pública busca priorizar o interesse público sobre os interesses privados. Para o interesse público prevalecer, situações em que haja conflito de interesses devem ser combatidas.
Agentes públicos também podem exercer atividades remuneradas no setor privado, a exemplo de professores.
A duplicidade de funções, a princípio, não constitui ilícito.
No entanto, para conciliar as atividades é necessário conhecer bem os limites impostos à atuação nas áreas pública e privada.
É justamente sobre isso que trata a Lei de Conflito de Interesses (Lei nº 12.813, de 16 de maio de 2013).
➡ Saiba mais sobre Conflito de Interesses em: bit.ly/3dVuLlQ
✅ Confira os vídeos da campanha:
▶ Conflito de Interesses – Parte 1: youtu.be/SykhkLFEAKs
▶ Conflito de Interesses – Parte 2: youtu.be/VT4d-yOX6Wo
▶ Conflito de Interesses – Parte 3: youtu.be/rSa0L1Ua8Rk
Fique de olho! 👀
✅ Integridade pública interessa a todos
Controladoria-Geral da União – CGU
Proplan – Unipampa

Conheça os relatórios interativos produzidos pelo EPROC

Com a utilização de Business Intelligence o EPROC produz relatórios de dados solicitados
pelos setores. Estes relatórios são transformados em conteúdos interativos, que são disponibilizados publicamente, para o acesso de toda a comunidade.
 
► Confira a lista de todos Relatórios Administrativos produzidos pelo EPROC: https://sites.unipampa.edu.br/eproc/relatorios-administrativos
 
► Confira os Relatórios Acadêmicos Produzidos pelo EPROC: https://sites.unipampa.edu.br/eproc/relatorios-academicos
 
► Confira o vídeo de divulgação dos relatórios interativos: http://processos.unipampa.edu.br/videos/relatorios.mp4
 
Com este e-mail encerramos nossa campanha.
 
Convidamos a todos(as) gestores(as) e servidores(as) que se interessaram pelo nosso trabalho a contatar o EPROC para agendarmos uma reunião.
 
► Você pode nos contatar através do e-mail: eproc@unipampa.edu.br
 
Quem sabe seu setor pode ser o próximo a ser auxiliado pelo EPROC? 😉📊

Escritório de Processos (EPROC)


Rua Monsenhor Constábile Hipólito, 125. Térreo – Centro
Bagé – RS – CEP 96400-590
Tel: (53) 3240-5404 – RAMAL 2043
Horário de Atendimento do Setor : 8h às 12h – 13:30h às 17:30h

E-mail para contato: eproc@unipampa.edu.br

Nota de Pesar

A Universidade Federal do Pampa (Unipampa) lamenta o falecimento da servidora Daniela de Rosso Tolfo ocorrido nesta quinta-feira, 25 de março. Daniela era professora no Campus Caçapava do Sul e atuava na Instituição desde 2015. A Unipampa decreta luto oficial de três dias em todas as suas Unidades. A Comunidade Universitária estende seu sentimento de pesar à família e aos amigos da docente.

fonte: https://unipampa.edu.br/portal/nota-de-pesar-23

 

Conheça o trabalho de Mapeamento e Modelagem de Processos do EPROC

 

#MapeieSeusProcessos 👩🏫👨🏫📊
 
EPROC, através do trabalho de mapeamento e Modelagem de processos, busca auxiliar as áreas na identificação dos macroprocessos, processos e subprocessos visando racionalizar, simplificar, padronizar e otimizar os processos de gestão e operacionais da Universidade (Melhoria contínua).
 
metodologia desenvolvida pelo EPROC, prevê as seguintes etapas:
 
1. Preenchimento da Carta de Serviços de cada setor atendido;
2. Definição e priorização dos processos da área;
3. Mapeamento do processo;
4. Modelagem do processo;
5.  Validação do processo;
6. Manualização e publicação;
7.  Acompanhamento do processo.
 
► Confira os processos já finalizados e em andamento no Repositório de Processos da
 
E fique ligado em nossa campanha.
 
Quem sabe seu setor pode ser o próximo a ser auxiliado pelo EPROC? 😉📊

Escritório de Processos (EPROC)


Rua Monsenhor Constábile Hipólito, 125. Térreo – Centro
Bagé – RS – CEP 96400-590
Tel: (53) 3240-5404 – RAMAL 2043
Horário de Atendimento do Setor : 8h às 12h – 13:30h às 17:30h

E-mail para contato: eproc@unipampa.edu.br

Unipampa publica nota sobre redução de recursos de custeio e capital para a manutenção da Instituição

Na manhã desta sexta-feira, 19, a Administração Superior da Universidade Federal do Pampa (Unipampa) emitiu Nota Pública, por meio da qual informa sobre a previsão de redução dos recursos de custeio e capital para a manutenção da Instituição em 2021, estimada em mais de R$ 12 milhões. No documento, os gestores manifestam preocupação com a demora na aprovação da Lei Orçamentária Anual.

Leia a Nota Pública na íntegra:

 

Nota Pública sobre a redução de recursos de custeio e capital para a manutenção da Instituição

A Administração Superior da Universidade Federal do Pampa (Unipampa) vem a público informar a Comunidade Acadêmica e manifestar sua preocupação com a demora na aprovação da Lei Orçamentária Anual (LOA) 2021 pelo Congresso Nacional, fato que revela a alarmante situação que envolve as Instituições Públicas Educacionais. O Projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA) 2021 em discussão prevê um corte orçamentário que apresenta uma redução nos recursos de custeio e capital para a manutenção da Instituição de R$ 12.340.792,00, correspondendo a 22,4 % dos recursos previstos na Lei Orçamentária Anual (LOA) para 2021. Cabe ressaltar que, antes do anúncio deste corte, a Unipampa já trabalhava com orçamento inferior às suas necessidades.

Por ser uma autarquia federal, os recursos destinados à Unipampa são definidos na Lei Orçamentária Anual (LOA), que deve ser aprovada pelo Congresso Nacional até o final do ano anterior ao de sua vigência, o que não ocorreu. Enquanto a LOA não for aprovada, o orçamento para custeio das instituições está sendo liberado mensalmente normatizado pelo Decreto nº 10.625, de 11 de fevereiro de 2021 que “dispõe sobre a execução orçamentária dos órgãos, dos fundos e das entidades do Poder Executivo federal até a publicação da Lei Orçamentária de 2021, e sobre a programação financeira” que a fração mensal liberada será de apenas 1/18 (5,5%). Via de regra, a liberação mensal deveria corresponder a 1/12 (8,3%) do orçamento previsto no Projeto de Lei Orçamentária (PLOA) para a unidade.  Porém, nos últimos meses, a fração mensal liberada foi de apenas 1/18 (5,5%).

Outro fator preocupante na garantia da oferta de serviços e educação de qualidade de forma contínua, sem interrupções de atividades, envolve a liberação fracionada do orçamento da instituição, assim como no ano passado, em 2021 há um complicador, que é a divisão do orçamento da Unipampa (e dos demais órgãos da Administração Federal) em duas partes: uma que passa a ser válida imediatamente após sancionada a LOA, que corresponde a aproximadamente 45% do orçamento da instituição, e outra que está condicionada à aprovação legislativa específica, devido à “Regra de Ouro” do Orçamento Federal, que corresponde a aproximadamente 55% do orçamento da instituição.

Desta forma, no momento, a liberação fracionada de 1/18 está acontecendo somente sobre os 45% do orçamento que não estão condicionados à aprovação legislativa específica. Assim, a Unipampa recebeu, nos meses de janeiro e fevereiro, o equivalente a 2,3% do seu orçamento anual de custeio em cada mês. Além disso, o que torna a situação ainda mais grave é o fato de que o orçamento para funcionamento da instituição, previsto no Projeto de Lei Orçamentária para 2021, é cerca de 22,4 % menor que o de 2020. A exceção ocorre apenas para os recursos destinados à Assistência Estudantil, cuja liberação corresponde a 1/12 do orçamento total previsto para o ano, apesar de ter ocorrido um atraso.

A consequência direta da diminuição substancial do orçamento 2021, agravada pela liberação de apenas 1/18 sobre os 45% dos recursos destinados à Unipampa, é o comprometimento do funcionamento da instituição. Essa situação resulta em atraso a pagamentos de serviços essenciais para a manutenção e o funcionamento das unidades, como energia elétrica, água, segurança e higienização, além das bolsas destinadas aos projetos de Ensino, Pesquisa e Extensão.

Informamos que a Gestão da Unipampa, em conjunto com as demais instituições e por intermédio da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes), está mobilizando forças políticas para que sejam denunciadas e combatidas as reduções ao orçamento público da Educação. Pelo princípio da transparência, seguiremos apresentando para a comunidade do Unipampa os desdobramentos e impactos no orçamento da instituição, reiterando nosso compromisso e esforços na tentativa de minimizar os prejuízos deles decorrentes, ainda que neste cenário de incertezas.

A Unipampa, assim como as demais Instituições Federais de Ensino Superior (IFES), está empenhada diuturnamente no esforço nacional para minimizar os impactos causados pela pandemia da Covid-19. Com forte compromisso social, atuamos em dez municípios do interior do RS, notadamente na zona de fronteira com Uruguai e Argentina.

Dentre as ações já realizadas, destacamos: disponibilização dos prédios para auxiliar no combate ao coronavírus; participação no Comitê Científico de apoio ao Governo do Estado do RS; participação em Comitês Municipais de combate à Covid-19; cedência de equipamentos hospitalares; doação de EPIs; atuação de servidores, residentes e estudantes voluntários nos serviços de saúde; projetos de divulgação de informações à população; diversas ações educativas; assistência para estudantes em situação de vulnerabilidade; realização de testes diagnósticos; produção de software de apoio à população, de equipamentos de proteção individual e de álcool 70% a partir de bebidas destiladas doadas pela Receita Federal; suporte tecnológico para a manutenção de equipamentos hospitalares; atendimentos para promoção da saúde mental.

O corte orçamentário, neste momento, poderá fazer com que algumas das ações empreendidas sejam descontinuadas ou sofram redução substancial, o que certamente trará prejuízo a toda a sociedade brasileira e, em especial, à Gaúcha. A diminuição dos limites orçamentários afetará gravemente as atividades de ensino, pesquisa e extensão, de forma ampla e irrestrita, bem como a assistência estudantil, formada por alunos de baixa renda que necessitam de apoio.

As IFES se constituem como um patrimônio estratégico de inestimável valor do povo brasileiro. Sem elas não haverá Ensino, Pesquisa, Extensão, Ciência, Tecnologia, Inovação e Cultura de qualidade disponível para toda a sociedade brasileira. Não há projeto de Nação que se instaure nos marcos da civilização e da democracia sem a participação efetiva das Universidades Públicas Brasileiras.

Por fim, a Administração Superior da Universidade Federal do Pampa reafirma seu compromisso institucional de defender, em todas as instâncias cabíveis e por todos os meios pertinentes, o pleno funcionamento de todas as unidades da UNIPAMPA, bem como a universidade pública, gratuita, de qualidade, inclusiva e referenciada socialmente. Sem Educação de excelência não é possível construir um país com desenvolvimento econômico, justiça social e democracia política. Por isso, conclama a todas as pessoas que assim pensam que somem esforços da defesa da Educação Pública!

Equipe PROPLAN realiza reunião geral

Na quinta-feira, dia 18 de março, a equipe PROPLAN reuniu-se via Google meet, para dar as boas vindas aos colegas novos. As chefias explicaram as atribuições dos setores e houve um pequeno espaço para os servidores se apresentarem.
A Pró-Reitora falou das dificuldades impostas pelo momento pandêmico e os cortes anunciados no orçamento das Universidades e reiterou a importância da dedicação e da criatividade das equipes para a manutenção do trabalho.

Com a finalidade de estimular a convivência e manter o contato, mesmo que remotamente, já está prevista uma nova data para reunião geral.

Informação de Lisiane Inchauspe.

Confira a fala do Reitor sobre o Escritório de Processos da Unipampa

#MapeieSeusProcessos 

Ficou interessado(a) no trabalho do EPROC com a divulgação do primeiro e-mail da nossa campanha?

Se a resposta é SIM, convidamos você a conferir a fala do Reitor Roberlaine Ribeiro Jorge sobre a Assessoria prestada pelo Escritório de Processos (EPROC) da Unipampa.

► Confira a fala do Reitor sobre o EPROC: https://youtu.be/Qe-anuMCLf8

O Escritório de Processos foi criado em 2018, e hoje faz parte da Coordenadoria de Planejamento da PROPLAN, sendo um núcleo da Divisão de Planejamento Estratégico.

► Confira o vídeo de divulgação do Repositório de Processos: http://processos.unipampa.edu.br/videos/processos.mp4

► Confira o vídeo de divulgação dos Relatórios interativos: http://processos.unipampa.edu.br/videos/relatorios.mp4

► Saiba mais em: https://sites.unipampa.edu.br/eproc

E fique ligado em nossa campanha.

Quem sabe seu setor pode ser o próximo a ser auxiliado pelo EPROC?

Escritório de Processos (EPROC)

Rua Monsenhor Constábile Hipólito, 125. Térreo – Centro

Bagé – RS – CEP 96400-590

Tel: (53) 3240-5404 – RAMAL 2043

E-mail: eproc@unipampa.edu.br

Horário de Atendimento do Setor : 8h às 12h – 13:30h às 17:30h

E-mail para contato: eproc@unipampa.edu.br