Núcleo de Estudos da Vegetação Antártica – NEVA | Página do Grupo de Pesquisa NEVA-UNIPAMPA

Pesquisadores do NEVA aprovam fomento junto ao CNPQ e Agência Espacial Brasileira.

O grupo de pesquisadores do Núcleo de Estudos da Vegetação Antártica aprovaram projeto junto ao CNPQ e a Agência Espacial Brasileira. O projeto intitulado “SpaceMoss: Proposição de novo filme fotônico a partir de DNA de Musgos da Antártica” obteve parecer favorável para sua implementação no âmbito da CHAMADA CNPq Nº 20/2022 – UNIESPAÇO, recebendo elogios quanto a originalidade e capacidade de inovação da proposta. O fomento aprovado, em cerca de R$ 350.000,00, inclui recursos de capital, custeio e bolsas, e contará com a colaboração da UFSC e da DBM Engenharia e Desenvolvimento Científico de Santa Catarina, além dos parceiros estrangeiros que já colaboram com o NEVA. A proposta foi aprovada na faixa A da presente chamada, sob a linha de Ciências físicas e da vida aplicados a missões espaciais.
A pesquisa visa, por meio de técnicas de purificação, obter gDNA rico em conteúdo GC extraído de musgos antárticos cultivados em biorreatores. Com este DNA serão produzidos biofilmes com propriedades biofotônicas para aplicação optoeletrônica, úteis na área aeroespacial. A ideia partiu do discente Rafael De La Vega (Graduação em Biotecnologia), que também realizou os contatos com a Profa Viviane Parucker (UFSC) e a Dra. Marcia Duarte (DBM Engenharia). O projeto será coordenado pelo Prof. Filipe Victoria, que ressalta a importância da abertura para as discussões cientificas entre os pesquisadores, que possibilita a geração de ideias inovadoras, reunindo a expertise dos pesquisadores sêniores com a genialidade dos jovens postulantes a carreira científica.

Todos os pesquisadores do NEVA contribuíram com as discussões e redação da proposta e por isso estão de parabéns pelo trabalho e contribuição para PD&I de nossa universidade.

NEVA aprova recursos para pesquisa e desenvolvimento no Programa de Pós-graduação estratégico em Recursos do Mar.

Pesquisadores do NEVA aprovam projeto de pesquisa junto a CAPES para desenvolvimento de ações de pesquisa voltado aos recursos do mar, utilizando estratégias de genômica e biotecnologia vegetal para entender as adaptações moleculares das plantas da Ilha da Trindade.

Nessa proposta foram aprovados recursos de custeio e cotas de bolsas de doutorado para formação de novos pesquisadores na área de biologia e evolução molecular de plantas.

A presente proposta ainda conta com a colaboração do Prof. Marcelo Ramada que orienta no Programa de Pós-Graduação em Ciências Genômicas e Biotecnologia da Universidade Catolica de Brasilia (UCB) que também atua em outros programas de excelência cientifica como o PROANTAR.

Parabéns aos novos pesquisadores.

Mais informações em:  gov.br/capes

New paper release

Saiu o mais recente trabalho do NEVA.

Este estudo busca identificar os fungos endofíticos de plantas da Antártica e o crescimento destes em diferentes temperaturas.

Acesso completo do trabalho clicando no QR code do banner abaixo

Pesquisadores do Núcleo de Estudos da Vegetação Antártica (Neva) do Campus São Gabriel da Universidade Federal do Pampa (Unipampa) estão colaborando com o consórcio internacional 1000 Fungal Genomes desenvolvido pelo Join Genome Institute (JGI) e coordenado pelo pelo professor do INRAe –  Nancy (França), Francis M. Martin.Pesquisadores do Núcleo de Estudos da Vegetação Antártica (Neva) do Campus São Gabriel da Universidade Federal do Pampa (Unipampa) estão colaborando com o consórcio internacional 1000 Fungal Genomes desenvolvido pelo Join Genome Institute (JGI) e coordenado pelo pelo professor do INRAe –  Nancy (França), Francis M. Martin.

 

Mais informações em:

https://unipampa.edu.br/saogabriel/pesquisadores-da-unipampa-participam-de-consorcio-mundial-para-genomas-de-fungos


Novos insights sobre pressão de seleção em musgos expostos ao frio

Artigo de pesquisador do NEVA relata como pode o estresse por frio estar selecionando duplicações de genes em musgos da Antártica.

O trabalho é parte da tese de Doutorado da pesquisadora Monica Minozzo que atua no NEVA desde 2012.

O artigo será publicado no periódico Current Plant Biology e está disponível no link abaixo em sua forma preliminar.

https://doi.org/10.1016/j.cpb.2020.100178