Arquivo da categoria: Sem categoria

Pesquisadores do Núcleo de Estudos da Vegetação Antártica (Neva) do Campus São Gabriel da Universidade Federal do Pampa (Unipampa) estão colaborando com o consórcio internacional 1000 Fungal Genomes desenvolvido pelo Join Genome Institute (JGI) e coordenado pelo pelo professor do INRAe –  Nancy (França), Francis M. Martin.Pesquisadores do Núcleo de Estudos da Vegetação Antártica (Neva) do Campus São Gabriel da Universidade Federal do Pampa (Unipampa) estão colaborando com o consórcio internacional 1000 Fungal Genomes desenvolvido pelo Join Genome Institute (JGI) e coordenado pelo pelo professor do INRAe –  Nancy (França), Francis M. Martin.

 

Mais informações em:

https://unipampa.edu.br/saogabriel/pesquisadores-da-unipampa-participam-de-consorcio-mundial-para-genomas-de-fungos


Novos insights sobre pressão de seleção em musgos expostos ao frio

Artigo de pesquisador do NEVA relata como pode o estresse por frio estar selecionando duplicações de genes em musgos da Antártica.

O trabalho é parte da tese de Doutorado da pesquisadora Monica Minozzo que atua no NEVA desde 2012.

O artigo será publicado no periódico Current Plant Biology e está disponível no link abaixo em sua forma preliminar.

https://doi.org/10.1016/j.cpb.2020.100178

 

 

Diatomáceas da Antártica e sua relação com outras plantas

No penúltimo dia de 2019, pesquisadores do NEVA tiveram mais um trabalho publicado, agora na revista PLOS One.

 

Espécies de diatomáceas que ocorrem associadas a Prasiola crispa na Antártica Marítima. Fotos: Juliana Ferreira da Silva

 

O trabalho, resultante do estudo de doutorado da pesquisadora Juliana Ferreira da Silva, discute a distribuição de microalgas  que vivem associadas a macroalga terrestre Prasiola crispa na Antártica.

 

Para acessar o trabalho clique no link

 

 

Novos Insigths sobre fungos endoliquenicos.

Foi publicado ontem  (08/10/2019) o artigo intitulado “Morphological and Molecular Characterization of Three Endolichenic Isolates of Xylaria (Xylariaceae), from Cladonia curta Ahti & Marcelli (Cladoniaceae)” de autoria da egressa do PPGCB Ehidy Rocio Peña Cañon, atualmente pesquisadora da Universidad Pedagógica y Tecnológica de Colombia.

O artigo traz novas impressões sobre fungos endoliquenicos e suas relações sobre o processo simbiótico entre fungos e algas.

Acesse o link para o artigo na integra

Artigo de doutoranda do NEVA apresenta novos insights sobre a distribuição das diatomáceas epilíticas da Antártica

Artigo publicado na revista CheckList traz novos insights sobre as diatomáceas epilépticas da Antártica.

O trabalho é parte da Tese de Doutorado da pesquisadora Juliana Ferreira da Silva, que estuda microalgas da Antártica sob a Orientação do Prof. Antonio Batista Pereira (NEVA-UNIPAMPA) e Co-orientação da Profa Maria Agelica Oliveira (UFSM).

Acesse o artigo na integra em https://checklist.pensoft.net/article/34495/

 

NEVA completa 10 anos

O Núcleo de Estudos da Vegetação Antártica completa uma década de existência em 2019. O NEVA foi criado em 2009, ainda em Pelotas/RS, por iniciativa do Prof. Filipe Victoria  e pela Dra Margéli Albuquerque (ambos doutorandos pela UFPEL na época).

O primeiro produto gerado pelo NEVA foi um artigo publicado na revista Iheringia, Série Botânica naquele mesmo ano.

 

Em junho de 2010, a convite do Prof. Antonio Batista Pereira, a Dra. Margéli foi para a UNIPAMPA/São Gabriel para ocupar uma posição de Pós-Doutorado no âmbito do INCT-APA e assim o NEVA migrou também para uma nova instituição.

Desde então o Grupo de Pesquisa, cresceu e foi registrado oficialmente no diretório grupos de pesquisa do CNPQ (dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/8265413942199601) e tornou-se um grupo representativo na produção cientifica e formação de novos pesquisadores. Com o inicio das atividades do PPGCB/UNIPAMPA em 2010, pesquisadores em formação de mestrado começaram suas atividades no NEVA. Em 2015, com o inicio das atividades do do Doutorado do PPGCB/UNIPAMPA, o NEVA também passou a contar com pesquisadores para formação nesse nível acadêmico.

Como grupo de pesquisa, o NEVA possui uma sede própria no Campus São Gabriel, com espaços laboratóriais e equipamentos para pesquisas com plantas, fungos e solos da Antártica.

Desde sua criação, os pesquisadores do NEVA já geraram 132 artigos, 3 capítulos de livros e 3 livros.

Já foram formados 14 mestres no âmbito do PPGCB/UNIPAMPA que foram orientados pelos pesquisadores do NEVA, destes, 10 realizaram pesquisas com material oriundo da Antártica e 6 participaram de expedições ao continente gelado.

Atualmente o NEVA conta com 5 docentes que coordenam, desenvolver ou gerenciam as pesquisas dentro do grupo. Hoje somos mais de 30 pesquisadores, entre docentes, alunos de graduação, pesquisadores de mestrado e de doutorado. Com diversas colaborações no Brasil, America do Sul e Europa.

Assim a ideia do NEVA se estabeleceu como uma realidade para a pesquisa com a vegetação polar, possuindo autonomia científica e buscando excelência na geração de conhecimento e formação de recursos humanos capaz de continuar o legado da pesquisa  na Antártica.

Que venham os próximos 10 anos…..