Arquivo da categoria: Eventos

III Simpósio de História Antiga e Medieval

 

Com grande satisfação apresentamos o III Simpósio de História Antiga e Medieval (III SHAM), da Universidade Federal do Pampa, Campus Jaguarão, organizado em parceria entre o Laboratório de Pesquisas e Estudos em História Medieval (LAPEHME/Unipampa) e o Grupo de Trabalhos em História Antiga da ANPUH/RS. Este ano a temática abordada será “Decolonização e Descentramento das Histórias do Mundo Antigo e Medieval”. O evento se propõe explorar os caminhos para evitar  a produção de uma história única, pautando a relevância, cada vez maior, de diferentes modos de narrar a História a partir de distintas perspectivas culturais e geográficas. Ressignificar e problematizar histórias unilaterais, criticar a ortodoxia do eurocentrismo histórico, valorizar as possibilidades de uma história global e a multiplicidade de abordagens e representações. Estas são apenas algumas das reflexões que o III SHAM se propõe a desenvolver com a colaboração de seus Palestrantes, Comunicadores e Ouvintes. O objetivo deste evento acadêmico é a constituição de um panorama de questões conceituais e práticas no que concerne a Decolonização e o Descentramento na forma de produção de conhecimento histórico sobre a Antiguidade e o Medievo.

Serão aceitos para Comunicação temas que versem sobre os mais diferentes aspectos da História Antiga e Medieval, não estando os comunicadores obrigados a apresentarem pesquisas vinculadas especificamente com a temática do Simpósio. A temática para as comunicações é livre. As inscrições podem ser feitas até às 23h59 do dia 06 de novembro.  Já os ouvintes podem realizar a inscrição até o dia 18 de novembro. As inscrições devem ser feitas no site do evento, disponibilizado abaixo.

 

XI Cine Debate – O Físico (2013)

O Laboratório de Pesquisa e Estudos em História Medieval (LAPEHME) debaterá sobre o filme “O Físico”,  baseado no romance homônimo (The Physician) de Noah Gordon.

Data: 07.10.2022
Formato presencial.
Horário: 15h.

Ficha Técnica:
Ano de Lançamento:  2013.
Direção: Philipp Stölzl
Elenco: Tom Payne, Emma Rigby, Stellan Skarsgard, Ben Kingsley.
Gênero: Aventura

Sinopse:

Inglaterra, século XI. Ainda criança, Rob vê sua mãe morrer em decorrência da “doença do lado”. O garoto cresce sob os cuidados de Bader (Stellan Sarsgard), o barbeiro local, que vende bebidas que prometem curar doenças. Ao crescer, Rob (Tom Payne) aprende tudo o que Bader sabe sobre cuidar de pessoas doentes, mas ele sonha em saber mais. Após Bader passar por uma operação nos olhos, Rob descobre que na Pérsia há um médico famoso, Ibn Sina (Ben Kingsley), que coordena um hospital, algo impensável na Inglaterra. Para aprender com ele, Rob aceita não apenas fazer uma longa viagem rumo à Ásia mas também esconde o fato de ser cristão, já que apenas judeus e árabes podem entrar na Pérsia. (AdoroCinema)

XIII Deus Lhe Pague: Prof. Dr. Bruno Uchoa Borgongino (UFPE)

É com grande satisfação que o Laboratório de Pesquisas e Estudos em História Medieval (LAPEHME)/Unipampa convida a tod@s para participarem do XIII Deus Lhe Pague – Ciclo de Palestras, que nesta ocasião tem a honra de receber o Prof. Dr. Bruno Uchoa Borgongino (UFPE) que realizará a palestra “Raça e discurso cristão no começo da Idade Média”.

Nas últimas duas décadas, alguns medievistas têm se dedicado à investigação de questões sobre raça na Idade Média. Até recentemente, esse era um tópico considerado marginal ou mesmo inapropriado para a compreensão do período: supunha-se que a sociedade medieval não percebia ou era alheia às diferenças que hoje designamos como “raciais”. Os debates atuais dos Estudos Raciais e as perspectivas pós-coloniais propiciaram o embasamento teórico necessário para a realização de investigações devidamente fundamentadas. Todavia, a atenção especializada acerca do tema está, em grande medida, direcionada aos séculos finais do medievo, enquanto os iniciais permanecem negligenciados. Esta apresentação visa apresentar um panorama de como questões raciais eram abordadas pelo discurso cristão nos primeiros séculos da Idade Média.


Bruno Uchoa Borgongino possui graduação em História pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), mestrado e doutorado pelo Programa de Pós-Graduação em História Comparada (PPGHC-UFFRJ). Atualmente, é professor adjunto na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e coordenador do LEOM – Laboratório de Estudos de Outros Medievos. Atualmente, pesquisa os seguintes temas: movimento monástico, raça e tropo do negro etíope.

 

V Semana Infernal – Pactos e Rituais

“O além é um dos grandes horizontes das religiões e das sociedades. A vida do crente transforma-se quando ele pensa que nem tudo fica perdido com a morte”.

Jacques Le Goff nos indicava, em seu fundamental livro O Nascimento do Purgatório, a importância do mundo sobrenatural para as mentalidades medievais, e como, não raro, ele condicionava condutas e ações, em uma longa duração que, de certa forma, se estende até a contemporaneidade.

A quinta edição da Semana Infernal pretende discutir os modos com que a humanidade pode se relacionar com essa realidade ultraterrena, através do amplo tema dos pactos e rituais, seja aqueles considerados canônicos e, portanto, aceitos pelas sociedades e, em especial, pela Igreja, seja os condenados pela ortodoxia por serem vistos como ações maléficas.

O evento, organizado por grupos de pesquisa de quatro universidades brasileiras (Studiolo/UERJ, Virtù/UFSM, Meridianum/UFSC e Lapehme/Unipampa), será realizado de forma totalmente remota, entre os dias 18 e 20 de outubro. Assim como ocorreu nas edições anteriores, ele pretende proporcionar um ambiente acadêmico de interação entre pesquisadores de instituições de ensino superior, que abordam em seus estudos diferentes geografias e temporalidades, tratando de aspectos sobre temas relacionados à magia, bruxaria, feitiçaria, demonização de grupos marginalizados, imagens e discursos sobre seres demoníacos, Inferno e Purgatório.

 

XII Deus Lhe Pague: Prof. Dr. Odir Fontoura (IFMT)

É com grande satisfação que o Laboratório de Pesquisas e Estudos em História Medieval (LAPEHME)/Unipampa convida a tod@s para participarem do XII Deus Lhe Pague – Ciclo de Palestras, que nesta ocasião tem a honra de receber o Prof. Dr. Odir Fontoura (IFMT) que realizará a palestra “O Rebanho Infectado: Inquisição e clérigos praticantes de magia na Idade Média”.

Esta apresentação pretende tratar da temática da magia medieval. Será desenvolvido, inicialmente, um debate conceitual sobre o conceito de magia considerando a diversidade de fontes (e, por essa razão, de perspectivas) que recorrem a este conceito no período medieval. A partir de um enfoque da magia letrada, erudita e masculina que se desenvolve ao longo da Idade Média, serão analisados alguns estudos de caso a partir de documentação inquisitorial (do reino da França no século XIV) que nos permitem entender quem praticava essa magia e o que ela era exatamente.


O professor é bacharel e licenciado em História pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), especialista em Ensino de História pelo Centro Universitário Internacional (Uninter), mestre e doutor em História pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Em 2019, realizou missão estrangeira, por projeto vinculado à FAPERGS (Fundação de Amparo à Pesquisa no Estado do Rio Grande do Sul) para pesquisa na Itália (Universidade de Milão, Escola Francesa de Roma, Arquivos Apostólicos do Vaticano) e França (Biblioteca Nacional). Principais áreas de investigação e atuação: 1) história da Idade Média, com ênfase em história da inquisição e das práticas eruditas de magia no século XIV. Membro integrante da diretoria da ABREM (Associação Brasileira de Estudos Medievais) nos biênios 2017-2019 e 2019-2021; e 2) ensino de história. Pesquisa metodologias do ensino da história e os usos da história na internet. Possui experiência em sala de aula no âmbito do ensino fundamental, médio, profissionalizante, tecnológico, pré-vestibular e superior. Atualmente, é professor substituto do Instituto Federal do Mato Grosso (IFMT) – Campus Alta Floresta.