Analisando o covid-19

Aproveitando a quarentena, o melhor possível pelo menos, nós do LaGEA estamos analisando estatisticamente os dados de Contaminados, Mortes e Novos Casos no Brasil e no mundo.

No menu lateral foi colocado um link direto para esta seção, mas se quiser ver apenas o mapa do Brasil interativo, clique diretamente aqui.

Os scripts utilizados estão atualizados e disponibilizados nesta conta do GitHub, livre acesso e aceitamos contribuições!

No mais é isso, esperamos que tudo se resolva o quanto antes e com o mínimo de perdas possível.

Participação no Geo.dia 2019

O LaGEA esteve presente no Geo.dia em 2019 (nos dias 22 e 23 de novembro), no município de Caçapava do Sul (RS). Este ano apoiamos com a vinda do Planetário Móvel da UNIPAMPA, que ficou instalado no auditório do campus e aberto à visitação da comunidade.

A participação foi muito boa, inclusive contou com o auxílio de diversos voluntários (acadêmicos do Campus Caçapava do Sul) na organização do evento.

Queremos agradecer o auxílio do pessoal do Planetário da UNIPAMPA, em especial à Cecília e Keith :)

100 anos da Comprovação da Teoria da Relatividade de Einstein

O LaGEA esteve presente nas comemorações dos 100 anos da missão do astrônomo inglês Eddington que comprovou a Teoria da Relatividade Geral de Einstein. Esta comprovação precisava de um eclipse solar total, e as condições ocorreram no dia 29 de maio de 1919. Existiam duas localidades no mundo onde todos os requisitos estariam atendidos: Sobral (cidade no Ceará, Brasil) e Ilha do Príncipe (pertencente ao arquipélogo São Tomé e Príncipe, que na época era uma colônia portuguesa na África).

Um dos membros do LaGEA foi representando o Brasil para a Ilha do Príncipe, participando de várias atividades; desde curso de formação para os professores da ilha até mesas redondas sobre o desenvolvimento científico proviniente desta comprovação.

Mais informações em PLOAD e Eddington na Sundy.

Participação no Geo.dia 2018

O LaGEA se vez presente no Geo.dia em 2018 (dia 24 de novembro), no município de Caçapava do Sul (RS). Uma participação modesta mas com grande peso (quase 23 kg para ser mais preciso!).

O Meteorito Caçapava do Sul foi exposto junto com vários outros fragmentos de meteoritos conhecidos que caíram no Brasil, em destaque aos caídos no Rio Grande do Sul (agradecimento especial ao Rodrigo Guerra por emprestar um pedaço de seu espaço).