Conheça o LIFE-UNIPAMPA

Diante dos desafios, sociais, econômicos e culturais representados pela criação, em 2008, da Universidade Federal do Pampa (Unipampa) na região do pampa gaúcho, os cursos de licenciatura constituíram, em junho de 2009, um espaço de discussão permanente: o Fórum das Licenciaturas (FL). Esse fórum evidenciou a necessidade de reflexão acerca das políticas e metodologias de formação de professores numa perspectiva do pensamento sistêmico e interdisciplinar. A partir dessas reflexões, a Unipampa vem desenvolvendo vários projetos aprovados pela CAPES, dentre eles o Programa de Apoio a Laboratórios Interdisciplinares de Formação de Educadores (LIFE). O projeto institucional LIFE-Unipampa, aprovado no Edital no. 035/2012 da Capes, possui quatro subprojetos, reunindo oito licenciaturas: Física, Química, Letras, Matemática (no campus Bagé); Ciências Exatas (no campus Caçapava do Sul); Ciências Biológicas (no campus São Gabriel); Educação Física e Ciências da Natureza (no campus Uruguaiana).

O objetivo da criação do LIFE-Unipampa foi desenvolver propostas teórico metodológicas orientadas pelo pensamento sistêmico e contextualizado. Essas propostas visam a construção de conhecimentos interdisciplinares sobre processos educacionais e conteúdos técnico-científicos, contribuindo para ampliar o diálogo entre as licenciaturas, desafiadas a criar metodologias inovadoras, que incorporem o uso de Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC), e a promover a indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão.

As ações do LIFE-Unipampa vêm ao encontro do Plano Pedagógico das Licenciaturas (Unipampa, 2009), o qual considera fundamental pensar (enquanto instituição formadora) possibilidades de inserir os acadêmicos das licenciaturas no contexto escolar. Espera-se que essas ações promovam a aproximação com o campo de intervenção, a preparação/formação acadêmico-profissional, a produção de conhecimentos e de novas experiências pedagógicas, articulando aspectos da cultura geral com a cultura escolar.

Frente a essas demandas, a elaboração e implementação de projetos da natureza do LIFE configura uma importante estratégia para uma maior articulação entre os cursos de licenciatura da instituição, visto que criam espaços de interação, voltados para a formação docente interdisciplinar e contextualizada. As atividades desenvolvidas permitem, entre outros aspectos: (1) uma maior articulação entre os conhecimentos pedagógicos e específicos; (2) a construção de espaços para discussões curriculares e metodológicas acerca da necessidade de significação do conteúdo escolar; (3) o aprimoramento de práticas investigativas, valorizando a pesquisa como metodologia de ensino e a pesquisa sobre práticas implementadas; (4) o desenvolvimento de trabalhos em colaboração, focando a construção coletiva de novas metodologias de ensino; e (5) uma formação ambientalizada (Carvalho ; Gil-Pérez, 2011), que alcance coerência entre a formação oferecida e a prática esperada do futuro professor. Cabe destacar que esses aspectos estão em sintonia com aqueles expressos nas Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação de Professores da Educação Básica (Brasil, 2001).

As ações desenvolvidas pelo subprojeto LIFE-Unipampa Caçapava do Sul, o qual propõe a produção de atividades na perspectiva da indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão, transversalizadas pelas TIC, de tal modo que elas:

  • propiciem a construção, reflexão e socialização de saberes produzidos na formação inicial e continuada de professores, assim como nas articulações possíveis entre as propostas pedagógicas do curso de licenciatura em Ciências Exatas e das escolas de Educação Básica;
  • articulem práticas investigativas sobre as questões educacionais, em que o investigar constitui-se num modo de aprender e de construir concepções e abordagens pedagógicas. Esta proposta de LIFE encontra ressonância no Projeto Institucional (PI), da Unipampa, quando esse propõe que “o enfoque de pesquisa, interligado à ação pedagógica, deve desenvolver habilidades nos discentes tais como: a busca de alternativas para a solução de problemas, o estabelecimento de metas, a criação e a aplicação de modelos e a redação e a difusão da pesquisa de forma a gerar o conhecimento científico” (Unipampa, 2009, p. 34);
  • promovam a interação Universidade-Escola, produzindo condições para que os saberes e experiências interdisciplinares sejam compartilhados por meio de um processo cooperativo e colaborativo. O PI da Unipampa também ressalta que “o caráter dinâmico e significativo da vivência que se proporciona aos atores desse processo, através das ações de extensão, exige que a própria universidade repense a estrutura curricular existente numa perspectiva da interdisciplinaridade e da flexibilização curricular” (Unipampa, 2009, p. 37).

A proposta do LIFE prevê a utilização das TIC como um dispositivo capaz de produzir novas significações pedagógicas e não apenas como “ferramental” de apoio pedagógico. As significações pedagógicas compreendem o encontro das narrativas em rede com as experimentações em sala de aula, de modo a articular o que é teorizado e proposto metodologicamente em aulas universitárias com o trabalho e o saber docente no contexto escolar. Considerando essa proposta, o LIFE-Unipampa-Caçapava do Sul potencializa a formação docente na perspectiva interdisciplinar, como um espaço-tempo dinamizador de abordagens e práticas pedagógicas transformadoras da realidade educacional.