Arquivo da tag: Coronavírus

Você sabia que a vacina contra a COVID-19 é segura e pode salvar vidas? Pois é, ela reduz muito os riscos de transmissão, de agravamento do quadro e necessidade de hospitalização! 💉
 
Além disso, quanto mais pessoas recebem o imunizante, mais fortalecidos ficamos para combater o vírus.
 
📢 Não acredite em fake news. Acredite na ciência! 📢
Todas as vacinas aplicadas no Brasil tem eficácia comprovada e são aprovadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Portanto, não hesite em fazer a vacinação. Acompanhe o calendário e complete o esquema. Lembrando que apenas a vacina da Janssen é dose única. As demais exigem duas doses para garantir a proteção em sua totalidade.
 
Mantenha os demais cuidados como uso de máscara, higienização frequente das mãos e distanciamento social. 😷
 
Não esqueça que o seu cuidado protege você mesmo e os demais ao seu redor. Faça sua parte! 😉

O processo de vacinação está avançando em nosso país. Todos os imunizantes que estão em uso são aprovados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), portanto, são eficazes!
 
📍 A vacina é mais uma medida preventiva essencial no combate ao coronavírus. Vale lembrar que a CoronaVac, a Pfizer e a AstraZeneca necessitam da aplicação de duas doses para garantir a imunidade completa. Fique atento ao prazo para receber a segunda dose do imunizante. Somente a vacina da Janssen é dose única. 💉
 
Mesmo que você já tenha completado o esquema vacinal, deve manter os demais cuidados. Portanto, use máscara, lave as mãos com água e sabão ou higienize com álcool em gel 70%, mantenha distância mínima de 2 metros entre os demais e evite aglomerações. 😷
 
Infelizmente, o vírus ainda circula entre nós e a única forma de proteger a todos, sobretudo aqueles que ainda não foram vacinados, é manter a prática das medidas de prevenção. 😉
 
Continue protegendo a si e aos demais!

O que você precisa saber sobre as novas variantes da COVID-19

A vacinação contra a COVID-19 avança no país. Conforme chegam mais vacinas, mais pessoas recebem as doses que representam esperança de dias melhores e sem o vírus. No entanto, sabemos que até que todos estejam devidamente vacinados é fundamental manter os demais cuidados para evitar a transmissão e a propagação do coronavírus.

O Brasil já tem registro de casos das variantes do vírus, então a atenção deve ser redobrada! Essas variantes podem causar muitos danos à saúde e até mesmo causar mortes.

Nesse momento, a melhor forma de se manter protegido é continuar utilizando máscara, evitando aglomerações, lavando as mãos com água e sabão ou fazendo a higienização com álcool em gel 70% e mantendo o distanciamento social. Além disso, também fazer a vacina contra a COVID-19 da maneira adequada: respeitando o calendário vacinal e completando o esquema de duas doses no caso dos imunizantes da Pfizer, CoronaVac e AstraZeneca. A única vacina que confere a proteção total com uma dose é a Janssen. Fique atento à sua carteira de vacinação e faça o esquema correto.

Vale lembrar que fazer a vacina contra a Influenza também é extremamente importante, por isso, não hesite. Vá ao serviço de saúde para receber sua dose, respeitando o intervalo de 14 dias entre uma vacina e outra.

A Divisão de Atenção à Saúde e Segurança do Trabalho (DASST) elaborou um material contendo informações sobre as variantes do coronavírus para que você conheça, reflita e continue praticando todas as medidas preventivas para combater o coronavírus. Para acessá-lo, clique aqui

A DASST salienta ainda que variantes do vírus podem sofrer mutações, tornando-se mais perigosas e difíceis de combater. Não desejamos isso, então, não flexibilize os cuidados! 

Proteja a si e aos demais agindo de forma consciente e com responsabilidade. 

Contamos com você para vencer essa luta! 

Cuidados no pré e pós vacinação

A campanha de vacinação contra a Influenza está ocorrendo junto com a vacinação contra a COVID-19. Alguns grupos prioritários podem coincidir e causar a dúvida: qual o imunizante deve ser feito?

A Divisão de Atenção à Saúde e Segurança do Trabalho (DASST) reforça a orientação dos órgãos oficiais: a prioridade é fazer a vacina contra o coronavírus. Não hesite em receber a imunização, pois todas as vacinas têm eficácia comprovada e são aprovadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária!

Após receber o imunizante seu organismo produzirá anticorpos, mas somente a partir da segunda dose, a resposta imune será eficaz e garantirá a proteção esperada no caso das vacinas da Astrazeneca, Pfizer e CoronaVac. Apenas a vacina da Janssen é dose única!

Se você já fez duas doses ou tem um intervalo um pouco maior até a segunda dose da vacina contra a COVID-19, vá ao posto de saúde e faça a vacina contra a Influenza, respeitando o intervalo recomendado de no mínimo de 14 dias entre uma vacina e outra. 

Não esqueça que mesmo vacinado contra a COVID-19 e contra a Influenza, você deve continuar agindo de forma consciente e responsável para combater o coronavírus. Portanto, uso de máscara, higienização das mãos e distanciamento social seguem sendo primordiais para vencer essa batalha.

Faça sua parte!

A distância nos fortalece!

Embora a vontade de visitar os familiares, os amigos ou os colegas de trabalho seja enorme, não devemos flexibilizar as medidas de proteção!

O distanciamento social tem sido grande aliado no combate ao vírus, então não podemos ignorá-lo. Mantenha o uso de máscara, higienize as mãos com álcool 70% ou lave com água e sabão, mantenha distância mínima de 2 metros entre os demais e evite aglomerações. 

Festas, comemorações ou qualquer outro descuido podem trazer muitos danos para você e para todos ao seu redor.  

Se tiver no grupo prioritário para receber a vacina contra a COVID-19, garanta essa proteção. 

Todo cuidado faz diferença para combater o coronavírus! Faça a sua parte! 

Conheça os perigos de não tomar a segunda dose da vacina

Estamos vivenciando um momento tão esperado por muitos brasileiros: a aplicação da vacina contra a COVID-19! 

Ela tem sido organizada conforme a disponibilidade dos imunizantes, por grupos prioritários e de acordo com a realidade de cada município. É fundamental que, ao chegar a sua vez, você realize a primeira dose do imunizante para que se inicie o processo de imunidade contra o coronavírus. A vacina da Janssen é dose única, mas as demais utilizadas no Brasil precisam ter o esquema vacinal completo, com as duas doses, para garantir a proteção desejada.

Por isso, mesmo que esteja atrasada sua segunda dose, não hesite em fazer!  Busque um serviço de saúde e informe-se se o imunizante está disponível para vacinar naquele momento e, caso não esteja, qual a previsão para que isso ocorra. 

Fique atento ao tipo de vacina que recebeu! A CoronaVac tem um intervalo menor entre as doses. A AstraZeneca conta com um intervalo de 3 meses entre primeira e segunda dose. No caso da vacina da Pfizer, a fabricante recomenda um prazo de 21 dias entre as doses, no entanto o Ministério da Saúde orientou a ampliação desse prazo para 12 semanas, ou seja, 90 dias.

A Divisão de Atenção à Saúde e Segurança do Trabalho (DASST) elaborou um material com alguns dos perigos de não tomar a segunda dose. Para acessá-lo, clique aqui. Desejamos boa leitura,  reflexão e a responsabilidade de todos para que, em breve, possamos vencer essa batalha.

Por fim, ressaltamos que, mesmo vacinado, você deve seguir lavando as mãos com água e sabão ou higienizá-las com álcool em gel 70%, mantendo distância mínima de 2 metros entre os demais e utilizando sua máscara. 

Vacinação e conscientização são formas potentes de proteção. Faça sua parte! 

 

Abraço virtual impede o contágio viral!

Já estamos todos saturados com tanta informação e orientações, não é? Mesmo assim, a Divisão de Atenção à Saúde e Segurança do Trabalho (DASST) reforça que a pandemia ainda não acabou e, por isso, não é o momento para flexibilizar o cuidado.

Apesar da vacinação já estar em andamento no nosso país, é primordial continuar utilizando máscara, lavando as mãos com água e sabão ou fazendo a higienização com álcool em gel 70%, manter distanciamento social, evitar aglomerações e qualquer contato como abraço, beijo ou aperto de mãos com quem não convive no mesmo ambiente que você para evitar contaminação e propagação do coronavírus. 

Abraços devem ser virtuais! A saudade pode ser aliviada por uma videochamada. Nesse momento, esses cuidados demonstram seu amor, zelo e respeito ao próximo. 

Se pertencer ao grupo prioritário para receber a vacinação contra a COVID-19, fique atento ao calendário e faça a imunização. Pratique a prevenção e evite a disseminação do vírus!

Como NÃO usar a máscara…

Enquanto não combatemos o inimigo, os cuidados de prevenção recomendados são primordiais. 

Mantenha distância mínima de 1,5 a 2 metros dos demais, higienize suas mãos com álcool em gel 70%, evite aglomerações e vacine-se assim que chegar a sua vez nos grupos prioritários.

Claro, não podemos esquecer jamais o uso desse acessório obrigatório e grande aliado nessa luta contra o coronavírus: a máscara. Todavia, seu uso deve ser feito da forma correta para ter efeito. A máscara não é lenço, nem bandana ou brinco e muito menos tapa olhos. Ela deve ser ajustada ao seu rosto e cobrir nariz e boca! Além disso, deve ser trocada a cada 2 horas ou quando estiver úmida.

Quando realizadas da maneira certa, as medidas de prevenção são muito eficazes. Se todos colaborarem e agirem de forma consciente e responsável, poderemos dar fim a essa batalha e ganharmos essa luta. 

Faça sua parte! Proteja a si e a todos ao seu redor!

Vacinação salva vidas!

Em 2021, tivemos a satisfação de ver o início do processo de vacinação contra a COVID-19 no Brasil. Entretanto, infelizmente, a vacina não está disponível para toda a população. Esse processo será feito por etapas, priorizando alguns grupos considerados de risco para contrair o coronavírus e apresentar maiores complicações de saúde.

As medidas de prevenção são essenciais e devem continuar sendo hábito em nossas vidas. Portanto, siga utilizando máscara, higienizando as mãos com álcool em gel 70% e mantendo a distância de 1,5 a 2 metros entre os demais. Não se aglomere! Não subestime o vírus!

O mais importante: quando chegar sua vez de se vacinar, não hesite!  Vá a unidade de saúde ou posto de vacinação garantir mais essa potente forma de proteção! Quanto mais pessoas forem vacinadas, menores são as chances de propagação do vírus.

Não flexibilize os cuidados. Nessa luta, só sairemos vencedores se houver a colaboração e a conscientização de todos!

6 comportamentos errados em tempos de pandemia

Desde 2020, estamos vivendo um cenário de pandemia no Brasil, no qual seguir as recomendações oficiais para evitar a disseminação do vírus é extremamente importante. Infelizmente, não conseguimos combater o coronavírus ainda, mas em 2021 nosso país iniciou o processo de vacinação contra a COVID-19, que segue o calendário priorizando os grupos de risco.

Mesmo que você já tenha sido vacinado, deve continuar mantendo os cuidados necessários para evitar a propagação do vírus. Lembre-se que, ao se proteger, você também protege os demais à sua volta e contribui para que, em breve, possamos vencer essa luta.

Vale lembrar que ao sentir qualquer sintoma (dor de cabeça, cansaço, febre, tosse, falta de ar, dor de garganta, perda do apetite e paladar), você deve procurar imediatamente um serviço de saúde para avaliação. Se for confirmada a infecção por coronavírus, mantenha o isolamento recomendado de 14 dias para evitar a transmissão do vírus para os demais e garantir uma boa recuperação.

A Divisão de Atenção à Saúde e Segurança do Trabalho (DASST) traz orientações sobre os 6 comportamentos errados durante a pandemia realizados por algumas pessoas, para que possamos refletir sobre eles e intensificar os cuidados, praticando-os da maneira correta. Para conferir se você está agindo corretamente frente à pandemia, clique aqui e acompanhe o material produzido pela DASST.

O uso da máscara, a higienização frequente das mãos, o distanciamento e a vacinação são os maiores aliados para manter o vírus longe e preservar vidas!

Não se esqueça: com responsabilidade e cooperação de todos, o inimigo perderá a força e venceremos a pandemia!