Arquivo da categoria: Didático Pedagógicas-M

FEIRA DE OFICINAS DIDÁTICAS NA E.M.E.F. CREUSA BRITO GIORGIS: NÚCLEO ARTE/LÍNGUA PORTUGUESA

No dia 22/11/2019, na EMEF Creusa Brito Giorgis, foi realizada uma feira de oficinas propostas e ministradas por bolsistas do Núcleo Arte/Língua Portuguesa (PIBID/UNIPAMPA), no sentido de proporcionar diferentes atividades didático-pedagógicas no campo das linguagens, abrangendo turmas de 5º a 9º ano. As oficinas abordaram temáticas como: leitura de histórias, criação e improvisação musical (a partir de instrumentos musicais construídos com materiais recicláveis), sonorização de histórias, percussão corporal e exibição de curtas metragens produzidos por alunos do IF-SUL (campus Bagé).

Intervenções de estudo cultural das cinco regiões do Brasil, no IFSul – Campus Bagé, em turmas do ensino médio – técnico em agropecuária

Nos meses de setembro e outubro de 2019 foram feitas intervenções pedagógicas por parte dos bolsistas do núcleo Arte/Língua Portuguesa em duas turmas do ensino médio-técnico em agropecuária (IFSul Bagé), explorando  produções culturais envolvendo música e literatura contemporânea a fim de despertar o interesse dos alunos das turmas trabalhadas no estudo destas regiões, bem como compreender os aspectos históricos e sociais destas produções. Assim os bolsistas, divididos em duplas, planejaram e executaram suas intervenções baseados em critérios e metodologias específicos para cada situação, pois foi possível ter intervenções expositivas-dialogadas assim como intervenções práticas mobilizando a a reflexão e a produção cultural dos alunos.

Confecção de instrumentos musicais a partir de materiais recicláveis

Um dos projetos desenvolvidos na Escola  Municipal Creusa Brito por bolsistas do curso de música do Núcleo Arte/Língua Portuguesa  abordou, no primeiro semestre de 2019,  a temática da construção de instrumentos musicais a partir de materiais recicláveis e teve como objetivo confeccionar instrumentos não convencionais utilizando materiais como latas de conserva, garrafas PET e de vidro, espiral de caderno, tampa de garrafas, madeiras, canos PVC, dentre outros, oportunizando a compreensão e exploração das fontes sonoras. A proposta, desenvolvida numa turma de 10 alunos do 8º ano, levou em consideração o tema transversal do meio ambiente (BRASIL, 1998) e algumas questões metodológicas levantadas por Brito (2003), especificamente sobre as possibilidades da construção de instrumentos sonoros.

Seminário sobre o Bullying na E.M.E.F. Creusa Brito Giorgis

No mês de outubro de 2018 bolsistas do Núcleo Arte/Língua Portuguesa do PIBID UNIPAMPA realizaram na escola Creuza Brito Giorgis um seminário sobre Bullying, para alunos dos 7°, 8° e 9° ano.

No seminário foi apresentado de forma expositiva o que é bullying, como saber quando uma simples brincadeira está se tornando um bullying, como evitá-lo e os males que pode causar.

Todos os alunos foram bem participativos fazendo algumas perguntas quando alguma duvida surgia, aproximando o seminário de um bate papo sobre o assunto. Este trabalho foi de total aproveitamento tanto por parte dos alunos da escola quanto para os futuros professores que apresentaram o trabalho, principalmente por se tratar de um assunto constante nas escolas e que todo professor se depara, além de fazer os alunos refletirem sobre o assunto.

Projeto Sonoridades do Cotidiano Escolar

Durante o primeiro semestre de 2019, os bolsistas da escola E.M.E.F Professora Creusa Brito Giorgis ministraram um projeto direcionado aos alunos do 9° ano. O projeto “Sonoridades do cotidiano escolar”, trabalhou o conceito da paisagem sonora ao ensino fundamental. O principal objetivo do projeto foi desenvolver a reflexão sobre os sons que os alunos escutam no cotidiano e sobre os sons com o quais os alunos entraram em contato nas aulas de educação sonora. O projeto foi desenvolvido em módulos através de aulas expositivas e       dialogadas com apresentação de recursos audiovisuais; apreciação musical direcionada; discussões e reflexões; e práticas de sonorização. O projeto gerou reflexões e resultados interessantes, como a conscientização sobre como o excesso de material sonoro (poluição sonora) em sala de aula pode interferir no processo de ensino e de aprendizagem. Também foi refletido a importância do som para caracterização do ambiente em que vivemos, e como o aspecto sonoro do cotidiano pode variar de acordo com variados lugares. O processo de avaliação foi formativo e processual, baseado nas atividades propostas pelos professores e no engajamento dos alunos em cada módulo.

Bolsistas do PIBID fazem cine debate no IFSul – Campus Bagé a partir de curtas produzidos pelos próprios alunos

No primeiro semestre do ano de 2019, ocorreu em três turmas do Ifsul – Campus Bagé um cine debate sobre os temas expostos em curtas produzidos pelos próprios alunos da instituição. Nessa atividade, foram exibidos os curtas feitos pelos alunos de três turmas da instituição e logo depois puderam refletir sobre temas como: depressão, orientação sexual, bullying, entre outros temas, todos ligados direta ou indiretamente aos temas transversais dos PCNs. Foi o momento de dar voz aos dilemas vividos pelos alunos, nessa fase no mínimo confusa que é adolescência.

cine debate

Os resultados do Projeto “OS TEMAS TRANSVERSAIS A PARTIR DA ELABORAÇÃO DE CURTAS: um projeto interdisciplinar entre Música e Letras”

Entre os meses de abril e julho, o grupo interdisciplinar do PIBID desenvolveu o projeto de curta-metragem no IFSul – campus Bagé junto das turmas de 1º, 2º e 4º semestre do curso técnico de informática, visando trabalhar com os temas transversais nestas produções. A produção final resultou no total de oito curtas, alcançando a totalidade de entregas esperadas. Além do trabalho com linguagens e produções sonoras, os grupos abordaram diferentes temas sociais, tendo em sua maioria a intenção de denunciar questões decorrentes como em casos de homofobia e racismo, falando também da importância de dar atenção aos problemas emocionais.

cena de um dos curtas produzidos

Intervenção, criação e prática musical: “pesadão”

No turno da tarde do dia 12 de novembro de 2018 na Escola Municipal de Ensino Fundamental Creusa Brito Giorgis em Bagé/RS, ocorreu a primeira intervenção dos bolsistas Thiago Paiva, Matheus Silveira e Igor Sousa a partir da prática de uma música chamada “Pesadão” da cantora Iza, em uma turma de oitavo ano. Na intervenção foi feita a escuta da
música seguida de um trabalho com ritmos percussivos que foram adaptados para percussão corporal e arranjos vocais. Após a apresentação das ideias musicais, o grupo foi dividido em duas turmas que trabalharam questões da percussão corporal e as vozes. No final da intervenção foi feita a reprodução dos dois grupos simultaneamente para ver/ouvir o resultado final do arranjo criado.

Práticas musicais na escola

Música contemporânea e paisagem sonora

No dia 01 de outubro de 2018, os bolsistas atuantes na E.M.E.F Creusa Brito Giorgis localizada em Bagé/RS, realizaram uma aula prática sobre música contemporânea e paisagens sonoras. A aula foi direcionada ao 8º ano do ensino fundamental e teve o objetivo de capacitar os alunos sobre a compreensão de sons a sua volta e compreender o conceito de som. A aula foi realizada através de debates sobre os sons que compõe o ambiente escolar e escuta ativa direcionada. A aula rendeu boas discussões sobre poluição sonora no ambiente escolar e sobre como os sons podem caracterizar um ambiente específico.

plano de aula da atividade

PIBID realiza gincana de Língua Portuguesa na E.M.E.F. Profa. Creusa Giorgis

Durante os meses de novembro e dezembro de 2018, o grupo do PIBID realizou uma gincana de língua portuguesa com o sétimo ano da E.M.E.F Profº Creusa Brito Giorgis. O objetivo principal da gincana era envolver os alunos nas atividades propostas em sala de aula e trabalhar com a interdisciplinaridade entre português e música. Foram realizadas cinco etapas da gincana: a primeira envolvia pesquisa de palavras no dicionário; a segunda foi o jogo soletrando; a terceira atividade envolvia estrofes de músicas, para que fossem feitas interpretações. A quarta etapa foi um debate sobre consciência negra e, a ultima etapa foi uma criação de poemas concretos envolvendo o que foi debatido. Além do aprendizado da escrita de algumas palavras desconhecidas, os alunos criaram cartazes dos poemas. A avaliação dos alunos foi feita por meio de participação e comportamento nas atividades realizadas em sala de aula.